Notícias

10.jul.2019 RSS Senge

Deputados saem de férias e servidores acampam em frente ao Palácio Iguaçu

Legislativo congela salário de Ratinho, que segue sendo o maior do país

Por Manoel Ramires


Foto: João Paulo Vieira/APP-Sindicato

Enquanto os deputados estaduais do Paraná saem de férias após a última sessão deliberativa ocorrida hoje (10), os servidores públicos em greve desde o dia 25 de julho acampam em frente ao Palácio Iguaçu. Eles aguardam uma nova proposta do governador Ratinho Júnior (PSD) com relação a data-base da categoria. Antes das férias, o presidente da Alep, Ademar Traiano, recebeu lideranças do movimento que ocuparam a galeria na terça-feira. Com último ato, o legislativo aprovou o congelamento do salário do governador até 2022.

As férias do legislativo começam no dia 17 de julho e vão até 1o de agosto. Contudo, a última sessão plenária aconteceu na manhã de quarta-feira. Nela, os deputados aprovaram o “projeto de lei nº 311/2019 que limita e congela a remuneração mensal do Governador do Estado em R$ 33.763,00 até o mês de dezembro de 2022. Na justificativa do PL, se argumenta que o Senado Federal aprovou um reajuste 16,38% para os vencimentos dos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF), o qual passou a ser na ordem de R$ 39.293,32, com efeito direto sobre a remuneração do Governador paranaense.

Mesmo com o congelamento, Ratinho Júnior segue sendo o governador mais bem pago do país. Muito a frente do que é pago aos governadores de São Paulo, Minas Gerais, Rio de Janeiro e Rio Grande do Sul, por exemplo.

  • São Paulo – João Dória – R$23.048,59
  • Rio de Janeiro – Wilson Witzel – R$19.681,33
  • Rio Grande do Sul –  José Ivo Sartori – R$ 25.322
  • Goiás – Ronaldo Caiado – R$ 25.052
  • Paraná – Carlos Roberto Massa – R$ 33.763

Traiano se reúne com FES
Após a sessão, o presidente Ademar Traiano se reuniu com lideranças do FES. “Volto a repetir. O trabalho da Assembleia e dos deputados é fundamental para tentarmos resolver esse impasse e encontrarmos uma solução para que a greve acabe e todas as partes fiquem satisfeitas. Estamos em busca desse entendimento”, disse Traiano.

Para a coordenadora do Fórum das Entidades Sindicais do Paraná (FES), Marlei Fernandes, a reunião com os parlamentares foi muito importante. Ela disse que as negociações seguem mesmo com o recesso parlamentar. “Ainda é um parâmetro muito difícil, o Governo continua trabalhando com os 2% em janeiro. Agora vamos submeter todas as ações aos comandos de greve para avaliar”.


Foto: João Paulo Vieira/APP-Sindicato

Acampamento
Sem uma nova proposta com relação à data-base, os servidores públicos deixaram as galerias da Alep e acamparam em frente ao Palácio Iguaçu. “Nós resolvemos transferir nosso acampamento porquê o governador Ratinho Junior ao invés de manter a reunião que estava marcada para hoje de manhã (quarta-feira) transferiu para quinta-feira pela manhã. Ele foi para Brasília ao invés de atender os servidores(as)”, enfatiza Hermes Leão, presidente da APP Sindicato.

O comando de greve se reuniu a tarde e deve deliberar sobre próximos passos da paralisação.

RODAPE-SENGE-02